a mais terna ilusão (2013)

CartazFinal

Sinopse

Num ambiente de mistério, a madrugada das veladoras que, perante a morte, se deparam com um conflito fundamental entre o sonho e a vida, que atormenta as mentes e os pensamentos de um marinheiro. A partir de O Marinheiro de Fernando Pessoa, que cumpre um século de existência este ano, Cátia Terrinca e Ricardo Boléo criam um espetáculo desnudando lugares e vidas imaginadas que se tornam reais pela força da palavra. a mais terna ilusão é uma ficção de nós próprios que só o nascer do dia pode interromper.

 

Ficha Artística

interpretação Cátia Terrinca

dramaturgia Ricardo Boléo

luz Sara Garrinhas

movimento Daniel Gorjão

fotografia Sara Marques Moita

fotografia de cena Alípio Padilha

design Salvador Figueiredo

coprodução UmColetivo, Teatro Turim

Este slideshow necessita de JavaScript.