Diagonais (2013)

CartazWEB-2

Sinopse

Ela prometeu-lhe que um dia voltaria. Ele espera-a sem perceber que ela nunca se foi embora, que esteve sempre com ele. Os seus corpos já não se tocam, procuram as linhas em que se encontram e se perdem. Promessa, esperança, desespero, culpa e dança na busca das diagonais de um mesmo amor.

A esta casa onde moro chamarias dança. Seria dança se me pudesses ver. É corpo tornado espaço, é só casa. É dança.

 

Ficha Artística

texto original, criação e espaço cénico Cátia Terrinca, Francisco Sousa e Ricardo Boléo

Dramaturgia Ricardo Boléo

Interpretação Cátia Terrinca e Francisco Sousa

Este slideshow necessita de JavaScript.